Posts Tagged ‘Poesia’

Por todas as horas

Amar você como se fosse agora
Amar como se não tivesse outrora
Amar como se a vida terminasse ao amanhecer
Amar você
De todas as formas
Com todos os sentidos
Por todas as horas

flor

Anúncios

O Giramundo

Menino que não pára quieto

Menino do mundo

Gira, gira, gira

Roda tanto que fica mudo

Diante de tanta coisa feia

De tanta sujeira

Menina sorridente

Menina sapeca

Anda tanto por aí

Roda, roda, roda

Gira tanto pelo mundo que fica surda

Prefere não ouvir tanto absurdo

É, talvez o mundo esteja perdido

Tavez a menina e o menino só precisem parar

Talvez assim o mundo gire

Gira Mundo!

Torne-se outro lugar!

criancas-em-roda